6106 cfop – venda de mercadoria adquirida ou recebida como funciona?

O CFOP (Código Fiscal de Operações e Prestações) 6106 é utilizado para registrar operações de venda de mercadorias que foram adquiridas ou recebidas pela empresa. Este CFOP é aplicável quando a empresa realiza a venda de mercadorias que já estavam em seu estoque, ou seja, não foram produzidas ou fabricadas por ela mesma.

Neste artigo, vamos explorar em detalhes o CFOP 6106 e entender como ele é aplicado nas operações de venda de mercadorias adquiridas ou recebidas. Vamos discutir as situações em que esse CFOP é utilizado, as obrigações fiscais relacionadas e as informações que devem constar nos documentos fiscais. Se você é um empresário ou profissional da área fiscal e precisa entender melhor como registrar operações de venda de mercadorias adquiridas ou recebidas, continue a leitura. 

O que é a 6106 cfop?

O CFOP (Código Fiscal de Operações e Prestações) 6106 refere-se a uma específica operação de entrada de mercadorias ou serviços no contexto das transações comerciais. Na legislação tributária brasileira, o CFOP é um código numérico utilizado para identificar a natureza das operações de circulação de mercadorias e prestação de serviços para fins de tributação do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços).

O CFOP 6106 é utilizado para registrar a entrada de mercadorias ou aquisição de serviços provenientes de outro estado, destinados à comercialização ou à industrialização. Especificamente, essa operação envolve a entrada de mercadorias importadas diretamente do exterior ou adquiridas em outra unidade federativa do Brasil.

Portanto, quando uma empresa adquire mercadorias de origem estrangeira ou de outro estado brasileiro para comercialização ou industrialização, ela utiliza o CFOP 6106 para registrar essa operação em seus documentos fiscais, como notas fiscais de entrada ou de aquisição de serviços, para efeitos de recolhimento do ICMS e cumprimento das obrigações fiscais.

Qual a função da 6106 cfop?

A função do CFOP 6106 é identificar e registrar, nos documentos fiscais, a entrada de mercadorias ou aquisição de serviços provenientes de outro estado brasileiro ou do exterior, destinados à comercialização ou à industrialização. Este código é utilizado para fins de controle tributário e contábil, permitindo que as empresas cumpram suas obrigações fiscais e contábeis relacionadas às operações de circulação de mercadorias ou prestação de serviços. 

Ao utilizar o CFOP 6106 em documentos fiscais como notas fiscais de entrada ou de aquisição de serviços, a empresa está indicando que recebeu mercadorias ou serviços de outra unidade federativa ou do exterior para serem utilizados em suas atividades comerciais ou industriais. Isso permite que a empresa registre corretamente essas operações em seus livros contábeis e também cumpra suas obrigações tributárias, especialmente em relação ao ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços).

Quando devo utilizar a 6106 cfop?

A CFOP 6106 deve ser utilizada em documentos fiscais, como notas fiscais de entrada ou de aquisição de serviços, sempre que uma empresa realizar a entrada de mercadorias ou aquisição de serviços provenientes de outro estado brasileiro ou do exterior, e que se destinem à comercialização ou à industrialização.

Portanto, essa CFOP é aplicada nas seguintes situações:

  • Entrada de Mercadorias de Outro Estado: quando uma empresa adquire mercadorias de outra unidade federativa do Brasil para serem utilizadas na comercialização ou industrialização em seu próprio estado.
  • Importação de Mercadorias do Exterior: quando uma empresa importa mercadorias diretamente do exterior para serem comercializadas ou utilizadas em processos de industrialização.
  • Aquisição de Serviços de Outro Estado: quando uma empresa contrata serviços prestados por empresas localizadas em outras unidades federativas do Brasil para apoiar suas atividades de comercialização ou industrialização.

Qual a importância da 6106 cfop na contabilidade?

A importância da CFOP 6106 na contabilidade está relacionada à sua função de identificar e registrar corretamente as operações de entrada de mercadorias ou aquisição de serviços provenientes de outros estados brasileiros ou do exterior destinados à comercialização ou industrialização.

Aqui estão algumas razões pelas quais a CFOP 6106 é importante na contabilidade:

  • Registro Preciso das Transações: A CFOP 6106 permite que as empresas registrem de forma precisa e adequada as operações de entrada de mercadorias ou aquisição de serviços em seus livros contábeis. Isso é essencial para manter a precisão e a integridade dos registros contábeis da empresa.
  • Conformidade com a Legislação Fiscal: Utilizar a CFOP correta, como a 6106, garante que a empresa esteja em conformidade com a legislação fiscal vigente, especialmente no que diz respeito ao ICMS. Isso ajuda a evitar problemas com a fiscalização tributária e possíveis autuações.
  • Cálculo Preciso dos Impostos: A correta utilização facilita o cálculo correto dos impostos devidos sobre as operações de entrada de mercadorias ou aquisição de serviços, incluindo o ICMS. Isso é fundamental para o planejamento tributário e para garantir que a empresa não pague mais impostos do que o necessário.
  • Análise e Tomada de Decisão: Os registros contábeis que incluem a CFOP 6106 fornecem informações importantes para análise financeira e tomada de decisão. Os gestores podem utilizar esses dados para avaliar o desempenho da empresa, identificar tendências e oportunidades de melhoria e tomar decisões estratégicas informadas.

Como faço para gerar?

Para gerar a CFOP 6106 em documentos fiscais, como notas fiscais de entrada ou de aquisição de serviços, é necessário seguir alguns passos específicos, garantindo que as informações sejam registradas corretamente.

Aqui estão os passos para gerar a CFOP 6106:

  • Identificação da Operação: Verifique se a operação que está sendo realizada se enquadra nas condições para a utilização da CFOP 6106. Isso inclui a entrada de mercadorias ou aquisição de serviços provenientes de outros estados brasileiros ou do exterior destinados à comercialização ou industrialização.
  • Preparação dos Documentos Fiscais: Prepare os documentos fiscais adequados para registrar a operação. Isso pode incluir notas fiscais de entrada, notas fiscais de aquisição de serviços ou outros documentos fiscais equivalentes, dependendo da natureza da operação.
  • Preenchimento dos Campos Obrigatórios: No documento fiscal, preencha os campos obrigatórios com as informações pertinentes à operação, como dados do emitente e destinatário, descrição das mercadorias ou serviços, valores e quantidades, entre outros.
  • Utilização da CFOP 6106: Ao preencher o campo destinado à CFOP no documento fiscal, insira o código 6106. Isso indicará que a operação se refere à entrada de mercadorias ou aquisição de serviços provenientes de outros estados ou do exterior para comercialização ou industrialização.
  • Revisão e Conferência: Antes de finalizar o documento fiscal, revise todas as informações inseridas para garantir que estejam corretas e completas. Verifique se a CFOP 6106 foi inserida corretamente e se todas as informações estão de acordo com a operação realizada.
  • Emissão e Arquivamento: Após revisão e confirmação da correção das informações, emita o documento fiscal com a CFOP 6106 e faça o devido arquivamento conforme as normas fiscais e contábeis aplicáveis.

Conclusão

Em resumo, o CFOP 6106 refere-se à operação de venda de mercadorias que foram adquiridas ou recebidas pela empresa. Essa classificação é utilizada para registrar transações comerciais em que a empresa vende produtos que foram adquiridos previamente de fornecedores ou recebidos por meio de doações, transferências, entre outros. 

Ao utilizar o CFOP 6106, a empresa indica que está realizando uma operação de venda de mercadorias que já fazem parte de seu estoque, sem que tenham sido objeto de qualquer processo de transformação ou industrialização.

Essa classificação é importante para a correta emissão de documentos fiscais, como notas fiscais de venda, e para o devido registro contábil das operações comerciais realizadas pela empresa. Portanto, compreende-la é essencial para garantir a conformidade fiscal e contábil das operações de venda de mercadorias adquiridas ou recebidas pela empresa. Precisando de suporte com este tema, entre em contato conosco, a Lage Contabilidade possui experiência de 30 anos de mercado, e pode te ajudar!

Compartilhe:

Rolar para cima