O que é e onde lançar o código da receita 5952 na DCTF?

A Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais (DCTF) é uma obrigação tributária acessória que as empresas devem cumprir para informar à Receita Federal sobre seus débitos e créditos relacionados aos tributos federais. No contexto da DCTF, o código da receita 5952 refere-se a uma receita específica que precisa ser declarada. Vamos entender melhor o que é esse código e como lançá-lo corretamente na DCTF.C

O que é a DCTF e como cumprir essa obrigação fiscal?

A Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais (DCTF) é uma obrigação fiscal imposta às empresas brasileiras, que precisam apresentar informações detalhadas sobre seus débitos e créditos relacionados aos tributos federais. Ela tem caráter mensal e deve ser entregue à Receita Federal até o 15º dia útil do segundo mês subsequente ao período de apuração.

Objetivo da DCTF:

A DCTF tem como principal objetivo fornecer à Receita Federal dados sobre as movimentações financeiras da empresa, permitindo que o fisco tenha um controle efetivo sobre o cumprimento das obrigações tributárias federais. Através dessa declaração, o órgão fiscalizador consegue verificar se os valores devidos estão sendo corretamente recolhidos e se há eventuais créditos a serem compensados.

Como cumprir a obrigação fiscal da DCTF:

  • Acesso ao sistema: Utilize as credenciais da empresa para acessar o sistema da Receita Federal destinado à DCTF.
    https://www.gov.br/pt-br/servicos/declarar-debitos-e-creditos-tributarios-federais
  • Preenchimento das informações: Informe os dados necessários referentes aos débitos e créditos tributários federais do período.
  • Classificação dos tributos: Realize a correta classificação dos tributos, discriminando as contribuições, impostos e demais obrigações fiscais.
  • Preenchimento de receitas e despesas: Inclua as receitas e despesas que impactam na apuração dos tributos federais.
  • Revisão dos dados: Antes de submeter a declaração, revise todas as informações para evitar erros.
  • Envio da DCTF: Após a revisão, envie a DCTF dentro do prazo estabelecido pela Receita Federal.
  • Assessoria contábil: Busque o suporte de profissionais contábeis especializados para assegurar que a DCTF esteja corretamente preenchida, evitando inconsistências que possam gerar penalidades.

Cumprir a obrigação fiscal da DCTF é crucial para a regularidade fiscal da empresa. A Contabilidade Lage, com sua experiência e comprometimento, pode ser uma aliada nesse processo, oferecendo suporte na correta elaboração e envio da declaração.

Por que contar com a Contabilidade Lage:

  • Expertise: A equipe da Contabilidade Lage possui conhecimento aprofundado sobre as normativas fiscais brasileiras.
  • Comprometimento: Compromisso em auxiliar as empresas na conformidade com suas obrigações fiscais.
  • Segurança: Garantia de que a DCTF será elaborada de acordo com as normas, evitando complicações fiscais.

Tributos e Contribuições Declarados na DCTF

A Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais (DCTF) abrange diversos tributos e contribuições que devem ser declarados pelas empresas. A correta identificação e declaração desses valores são fundamentais para manter a regularidade fiscal.

Abaixo, listamos alguns dos principais tributos e contribuições que devem ser informados na DCTF:

  • Imposto sobre a Renda Retido na Fonte (IRRF):
    • Refere-se ao imposto descontado na fonte sobre rendimentos pagos a terceiros.
  • Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL):
    • Incide sobre o lucro líquido apurado no período, destinado ao financiamento da seguridade social.
  • Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS):
    • Contribuição social que incide sobre o faturamento bruto da empresa.
  • Programa de Integração Social (PIS):
    • Contribuição para o PIS/PASEP, destinada ao financiamento dos benefícios sociais.
  • Contribuição Previdenciária sobre a Receita Bruta (CPRB):
    • Aplica-se a empresas que optaram pelo regime de tributação substitutiva da contribuição previdenciária.
  • Contribuição para o PIS/PASEP Importação e COFINS Importação:
    • Aplicáveis às operações de importação de bens e serviços.
  • Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI):
    • Imposto federal incidente sobre produtos industrializados.
  • Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ):
    • Imposto que incide sobre o lucro das empresas.
  • Imposto sobre Operações de Crédito, Câmbio e Seguro ou Relativas a Títulos ou Valores Mobiliários (IOF):
    • Imposto federal que incide sobre operações financeiras.
  • Contribuição Sindical Patronal:
    • Contribuição destinada ao custeio do sistema sindical.
  • Contribuição para o FUNRURAL:
    • Contribuição previdenciária incidente sobre a receita bruta proveniente da comercialização da produção rural.
  • Contribuição Patronal Previdenciária:
    • Contribuição destinada à Previdência Social.
  • Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (ITR):
    • Imposto federal que incide sobre a propriedade rural.
  • Taxa de Controle e Fiscalização Ambiental (TCFA):
    • Taxa destinada ao órgão ambiental para o controle e fiscalização ambiental.

O que é o código da receita 5952?

O código da receita 5952 corresponde a uma determinada receita que está sujeita à tributação federal. Cada código representa um tipo específico de receita e é utilizado para identificar e classificar os valores a serem declarados na DCTF.

Onde lançar o código da receita 5952 na DCTF?

Ao preencher a DCTF, é fundamental a correta alocação do código da receita 5952 nos campos apropriados. O contribuinte deve acessar o sistema da Receita Federal e seguir as orientações para a devida inserção deste código na declaração.

É importante ressaltar que o lançamento do código da receita 5952 na DCTF exige precisão, uma vez que qualquer erro pode resultar em inconsistências nas informações fornecidas ao fisco.

Procedimento para lançar o código da receita 5952 na DCTF:

  • Acesse o sistema da Receita Federal: Utilize as credenciais da empresa para acessar o sistema online da Receita Federal.
  • Localize a área específica para a DCTF: Dentro do sistema, identifique a seção destinada à Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais.
  • Informe os dados necessários: Preencha os campos obrigatórios com as informações solicitadas, incluindo o código da receita 5952.
  • Confira os dados: Antes de enviar a declaração, revise todas as informações para garantir que estão corretas.
  • Envie a declaração: Após a conferência, submeta a DCTF devidamente preenchida.

Quem é Obrigado a Entregar a DCTF?

A Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais (DCTF) é uma obrigação fiscal imposta a determinadas pessoas jurídicas e físicas, estabelecendo a necessidade de apresentação periódica. Abaixo estão os principais contribuintes obrigados a entregar a DCTF:

Pessoas Jurídicas:

    • Todas as empresas, independentemente do porte, forma jurídica ou natureza do tributo, devem entregar a DCTF.

Empresas Imunes e Isentas:

    • Organizações que gozam de imunidade ou isenção tributária também estão sujeitas à entrega da DCTF.

Órgãos Públicos:

    • Autarquias, fundações públicas, empresas públicas, sociedades de economia mista e demais entidades vinculadas a órgãos governamentais devem cumprir a obrigação.

Pessoas Jurídicas Inativas:

    • Mesmo que não tenham realizado operações no período, as pessoas jurídicas inativas ou sem movimento também precisam apresentar a DCTF.

Empresas do Simples Nacional:

    • As empresas optantes pelo Simples Nacional estão dispensadas de entregar a DCTF, exceto nos casos em que houver retenção de Contribuição Previdenciária.

Associações e Entidades sem Fins Lucrativos:

    • Entidades sem fins lucrativos, como associações e fundações, estão sujeitas à entrega da DCTF.

Produtores Rurais Pessoa Jurídica:

    • Produtores rurais que se enquadram como pessoa jurídica devem observar as normas da DCTF.

Condomínios Edilícios:

    • Condomínios edilícios, quando equiparados a pessoa jurídica, também são obrigados a apresentar a DCTF.

Tem como corrigir as informações da DCTF?

A possibilidade de corrigir informações na DCTF por meio de uma declaração retificadora é uma medida prevista para corrigir eventuais equívocos ou omissões na declaração original. Essa declaração retificadora é um instrumento que substitui integralmente a declaração anterior, sendo fundamental para manter a conformidade com as obrigações fiscais.

Quando se identifica algum erro ou omissão na DCTF já entregue, o contribuinte deve providenciar a retificação antes do prazo final de entrega da declaração. A não correção de informações imprecisas ou omissões pode resultar em penalidades e multas

O que acontece se eu não entregar ou errar as informações na DCTF?

A não entrega ou a prestação de informações incorretas na DCTF pode acarretar diversas consequências para a empresa.

Vejamos algumas delas:

  • Multas e Penalidades: O não cumprimento da obrigação de entrega ou a apresentação de informações incorretas pode resultar em multas, que são aplicadas de acordo com a legislação tributária vigente.
  • Impedimento de Obtenção de Certidões Negativas: A empresa pode ter dificuldades em obter Certidões Negativas de Débitos (CND), o que pode afetar sua participação em licitações, obtenção de empréstimos e outros processos que exigem a regularidade fiscal.
  • Problemas no Relacionamento com a Receita Federal: O não cumprimento das obrigações fiscais pode impactar negativamente o relacionamento da empresa com a Receita Federal, gerando maior fiscalização e acompanhamento.
  • Complicações em Processos Judiciais e Administrativos: Em casos de litígio judicial ou administrativo, a falta de conformidade fiscal pode prejudicar a posição da empresa, aumentando suas obrigações e limitando suas opções de defesa.

Conclusão

Em conclusão, compreendemos que o código da receita 5952 na DCTF refere-se a uma importante obrigação fiscal que as empresas precisam cumprir. Este código está associado à Contribuição Previdenciária sobre a Receita Bruta (CPRB), uma contribuição social que incide sobre a receita bruta das empresas.

Ao entender a natureza desse código e sua correta aplicação na DCTF, as empresas podem garantir a conformidade com as normas fiscais, evitando multas e complicações decorrentes de erros ou omissões. Além disso, a DCTF é uma ferramenta essencial para que as autoridades fiscais acompanhem e verifiquem as informações financeiras das empresas, assegurando a transparência e a regularidade no ambiente empresarial.

A Contabilidade Lage, com sua vasta experiência e conhecimento especializado, torna-se uma aliada valiosa para as empresas nesse processo. Oferecendo suporte na correta interpretação das normas fiscais, na elaboração e envio da DCTF e na orientação sobre as melhores práticas para evitar problemas fiscais, a Contabilidade Lage contribui significativamente para a tranquilidade e conformidade das empresas perante o Fisco. Dessa forma, a parceria com uma contabilidade especializada torna-se crucial para garantir o sucesso e a regularidade no ambiente empresarial.
Precisando de suporte com este tema, entre em contato conosco, a Lage Contabilidade possui experiência de 30 anos de mercado, e pode te ajudar!

Compartilhe:

Rolar para cima